FOTO: Virgínia Pitzer

Origem da ideia

A ideia surgiu quando o chuveiro da Elise, Diretora de Tecnologia e desenvolvedora no Sociaid, queimou pela terceira vez em 2015. Nas duas primeiras vezes, ela levou alguns dias para encontrar um profissional que resolvesse o problema sem cobrar preços abusivos, mas na terceira descobriu que o Carlos, que morava no apartamento ao lado, era engenheiro mecânico e sabia resolver o problema. O Carlos estava desempregado e ficou muito feliz em poder ganhar um dinheiro extra fazendo algo que, pra ele, era relativamente simples.

Com essa oportunidade identificada, o processo de recrutamento de um time começou. Como sócios fundadores complementares, Paulo Andrade e Elise Guimarães, liderando respectivamente os setores de business e desenvolvimento, avaliaram contatos adquiridos ao longo de alguns anos e trouxeram três membros que julgavam indispensáveis para a equipe.

Dor identificada

A partir daí seguiu-se uma pesquisa sobre quais são os verdadeiros problemas que as pessoas têm hoje ao contratar alguém para resolver demandas, e quais as formas que utilizam para isso. Através de uma pesquisa online respondida por 1100 pessoas, as hipóteses levantadas foram validadas com os seguintes resultados: dos entrevistados, 82% têm algum tipo de problema na hora de contratar um profissional, sendo que 69% nem se importa se é mesmo um profissional quem vai resolver o problema. Apenas 16% das pessoas aceitam desconhecidos para realizar essas tarefas, mas esse número sobe para incríveis 71% se houver algum tipo de recomendação desse desconhecido. Por fim, cerca de 78% tem algum tipo de conhecimento para resolver as demandas, sendo que 58% já realizou serviços ou favores para pessoas que moram nas proximidades.

Solução proposta

A partir dessa dor de mercado nasceu o Sociaid, uma plataforma de prestação de serviços e favores peer-to-peer, que permite que pessoas lancem tarefas que não têm conhecimento, tempo ou interesse para realizar e encontrem alguém nas redondezas que seja capaz de resolver o problema.

O Sociaid se baseia na demanda, saindo do modelo de páginas amarelas encontrado em sistemas no mercado,  Isso  facilita consideravelmente a vida de quem solicita ajuda, resumindo seu trabalho ao lançamento de uma tarefa, que é então exibida para que outros usuários se candidatem a resolvê-la.

Esse modelo de candidatura deixará claro quem são os candidatos da tarefa, sem fornecer dados confidenciais, tornando assim mais fácil o processo de escolha por parte do cliente. Além disso, para facilitar mais ainda, informaremos quais são as avaliações desses usuários, a distância a que estão um do outro, quais problemas eles costumam resolver e quantos graus de amizade, no Facebook, os usuários possuem entre si.

Depois de decidir quem irá ajudar, os usuários conversarão por um chat privado alinhando os últimos detalhes para conclusão da tarefa.

ISHI27-Facebook-icon

linkedin

email-icon

Site